Entrar
  
Entrar
Parceiros
ANPPREV

Forum Nacional da Advocacia Pública Federal: carreiras criticam gestão da AGU

  Publicado em 27/04/2018


O FÓRUM NACIONAL DA ADVOCACIA PÚBLICA FEDERAL, entidade que congrega a ANAJUR, a ANAUNI, a ANPPREV e o SINPROFAZ, e que representa a maioria absoluta dos membros da Advocacia Pública Federal, vem manifestar sua preocupação e inconformismo em relação à forma como se deram as exonerações dos dirigentes de cúpula da Procuradoria Geral da União e Procuradoria Geral Federal, no âmbito da Advocacia-Geral da União ocorridas nesta semana.

 

Dentre os objetivos do FÓRUM insere-se o de zelar pelo incremento dos mecanismos de transparência e eficiência, os quais devem sempre nortear a gestão da AGU na busca do atingimento da excelência e da eficácia nos serviços por ela prestados.

 

Não se pode cogitar, e muito menos se admitir, que ingerências externas possam refletir na Administração da AGU, instituição com assento constitucional, e cujos quadros são compostos por corpo técnico concursado e com elevado grau de profissionalismo e especialização.

 

Os colegas exonerados são expressões de destaque nas carreiras de Advogado da União e de Procurador Federal, com larga e reconhecida experiência nas suas áreas de atuação, tendo até hoje se desincumbido de suas atribuições com competência, denodo e dedicação. Demonstraram, ainda, ao longo de suas trajetórias à frente da PGU e PGF, capacidade de  inovação e  liderança caracterizada pelo diálogo franco e espírito de equipe com os colegas.

 

O fato desses profissionais, com mais de uma década de atuação na defesa do interesse público, haverem sido exonerados, sumariamente, sem comunicação pessoal prévia e motivação aparente ou expressa que justificasse tais atos, além de preocupante, revela que, no âmbito da Advocacia-Geral da União e seus órgãos vinculados, aflora a baixa transparência e o desdém para com aqueles que a integram, inexistindo a desejável sinergia entre os integrantes da cúpula e os órgãos da base.

 

Dizer que as exonerações de cargos em comissão é algo normal a menos de oito meses do fim de um governo é tripudiar da inteligência daqueles que integram e observam a Instituição.

 

É sabido que em áreas estratégicas e de tamanha sensibilidade como a PGU e PGF, as mudanças dos cargos de direção e na linha de gestão realizadas de inopino trazem consequências sérias e indesejáveis como descontinuidade, instabilidade e desmotivação, desgastes esses que a prudência recomendava evitar. Portanto, a Advogada-Geral da União arrisca-se, aparentemente sem qualquer plausibilidade, ao promover modificações em áreas tão sensíveis de atuação e que funcionavam com excelência.

 

Os colegas recém nomeados merecem todo o nosso respeito e confiança, mas não se pode olvidar que as chefias da PGU e PGF demandam de seus titulares perfis profissionais compatíveis com as responsabilidades e especificidades que lhes são inerentes.

 

Nesse contexto, é imperioso lembrar que há algum tempo se anseia, no âmbito da AGU, pela implantação de processo seletivo de escolha de dirigentes, com critérios objetivos quanto à experiência, formação, perfil de gestão, de modo a propiciar estabilidade nas chefias de órgãos e a blindar a Instituição das agruras do quadro político conjuntural externo e institucional interno.

 

 Aguarda-se, portanto, em observância e respeito aos valores recorrentemente defendidos publicamente pela Advogada-Geral da União, que ela esclareça, de forma transparente e republicana, os motivos e circunstâncias que deflagaram as exonerações dos membros outrora por ela própria indicados para ocuparem os cargos da PGU e PGF, bem como os critérios de escolha dos seus sucessores.

 





Últimas notícias

AÇÃO PARA OBTENÇÃO DE INFORMAÇÃO DO VALOR DO BENEFÍCIO ESPECIAL
ANPPREV cumpre agenda durante a semana
ANPPREV participa de reunião na Procuradoria Regional Federal 1ª região
MEDIDAS EM DEFESA DA CARREIRA PAUTAM REUNIÃO DO FÓRUM NACIONAL DA ADVOCACIA PÚBLICA FEDERAL
OAB PEDE NULIDADE DE PORTARIAS DA AGU QUE BANALIZAVAM A REMOÇÃO DE MEMBROS DA PGF
FÓRUM NACIONAL DA ADVOCACIA PÚBLICA AJUÍZA AÇÃO PARA QUE UNIÃO ESPECIFIQUE VALOR DO BENEFÍCIO ESPECIAL
Informe DAJ - PFE/INSS recebe ANPPREV para tratar de ações judiciais
Com crise no atendimento, INSS tem 1.078 servidores cedidos para outros órgãos
Acordo com AGU e CGU melhora cenário para Odebrecht
Associados da ANPPREV têm vantagens exclusivas
ANPPREV DIVULGA - Informação da DAJ
Asaclub tem vantagens para você
Eleições para Conselho Superior da AGU foram suspensas
ANPPREV participa de audiência pública sobre situação da GEAP
REUNIÃO DO CONSELHO E ASSEMBLEIA GERAL REALIZADAS EM BRASÍLIA
ENTIDADES DO FÓRUM NACIONAL DA ADVOCACIA PÚBLICA FEDERAL SE REÚNEM EM BRASÍLIA
ANPPREV sedia Encontro de Procuradores do INSS
Previdência complementar: prazo de migração acaba em julho de 2018
STF vai decidir sobre férias de 60 dias para membros da AGU
MOVIMENTO NACIONAL PELA ADVOCACIA PÚBLICA PROPÕE CARTA DE COMPROMISSO PARA CANDIDATOS


      

© ANPPREV 2018 - Associação Nacional dos Procuradores e Advogados Públicos Federais

Endereço   SAS 06 Bloco K - Ed. Belvedere - Grupo IV    Brasília/DF    CEP   70070-915
Telefone: 61 3322-0170 | 0800 648 1038

Área do Associado     Seja um associado       Privacidade


A experiência que faz a diferença.
ANPPREV   61 3322-0170 | 0800 648-1038
0417