Entrar
  
Entrar
Parceiros
ANPPREV

Presidente do INSS é demitido

  Publicado em 16/05/2018


 

O presidente do INSS, Francisco Lopes, foi demitido hoje (16), pouco tempo após sua nomeação.

A demissão deverá ser  publicada no "Diário Oficial da União" ainda hoje, porém, a informação foi confirmada pelo Ministério do Desenvolvimento Social ao qual se subordina, hoje, o Instituto Nacional do Seguro Social - INSS.

Segundo o ministério, a demissão ocorreu após um jornal de grande circulação revelar que Francisco Lopes contratou a empresa RSX Informática Ltda, cuja sede funcionava numa loja destinada a venda de bebidas, para fornecer programas de computador para o INSS.

Ocontrato no valor de R$ 8,8 milhões foi assinado mesmo após a emissão parecer técnico contrário, indicando que os programas de computador oferecidos pela RSX não teriam utilidade para o órgão.

De acordo com a reportagem, depois de liberar R$ 4 milhões à empresa, sem obter nenhum serviço em troca, o presidente do INSS admitiu ter autorizado o gasto sem verificar a procedência da da mesma.

Em nota, o INSS disse que o contrato com a empresa RSX foi cancelado por determinação do presidente próprio presidente Francisco Lopes, que ,ainda assim, foi demitido.

Foi determinada a abertura de diligências e procedimentos no sentido de esclarecer todos os fatos, mas já se sabe, pela reportagem, a RSX fica em uma pequena sala comercial, em um prédio residencial, em Brasília, e se parece com uma distribuidora de bebidas.

Uma funcionária trabalha no local na organização do estoque de vinhos e atendimento por telefone. Além desta funcionária, tem um técnico de informática.

Na internet, a RSX apresenta em seu site uma lista de estatais, entidades de classe empresarial e órgãos públicos que teriam contratado seus serviços. Segundo a reportagem, a Petrobras e a Confederação Nacional da Indústria, por exemplo, seriam clientes. Procuradas pelo jornal, ambas as instituições negaram ter negócios com a RSX. 

Um dos donos da RSX, Raul Maia admite não ter condições de produzir o que se comprometeu a entregar. "A gente compra a licença e revende para o cliente. Além da intermediação, nossa função vai ser a execução do serviço. Nós somos distribuidores da solução", disse Raul Maia ao jornal.

Ainda segundo a reportagem, a ideia de contratar a RSX surgiu no gabinete do presidente do INSS, Francisco Lopes. O contrato foi feito por meio de uma ata de preços, uma modalidade de compra do governo que dispensa licitação.

 

Lopes determinou que a empresa fosse remunerada para construir um programa capaz de fazer varreduras no sistema do órgão e identificar vulnerabilidades de segurança.

A área técnica do INSS chegou a alertar Francisco Lopes sobre o contrato quando verificou o tipo de programa de computador e o volume de recursos envolvidos.

Um relatório de 25 páginas assinado por oito técnicos apontou, entre outras questões, que não havia sido "identificada a necessidade de contratação do software".

O relatório chamou atenção para a falta de amparo técnico ao negócio, a possível inutilidade da compra para o órgão e o risco de desperdício de recursos públicos.





Últimas notícias

AÇÃO PARA OBTENÇÃO DE INFORMAÇÃO DO VALOR DO BENEFÍCIO ESPECIAL
ANPPREV cumpre agenda durante a semana
ANPPREV participa de reunião na Procuradoria Regional Federal 1ª região
MEDIDAS EM DEFESA DA CARREIRA PAUTAM REUNIÃO DO FÓRUM NACIONAL DA ADVOCACIA PÚBLICA FEDERAL
OAB PEDE NULIDADE DE PORTARIAS DA AGU QUE BANALIZAVAM A REMOÇÃO DE MEMBROS DA PGF
FÓRUM NACIONAL DA ADVOCACIA PÚBLICA AJUÍZA AÇÃO PARA QUE UNIÃO ESPECIFIQUE VALOR DO BENEFÍCIO ESPECIAL
Informe DAJ - PFE/INSS recebe ANPPREV para tratar de ações judiciais
Com crise no atendimento, INSS tem 1.078 servidores cedidos para outros órgãos
Acordo com AGU e CGU melhora cenário para Odebrecht
Associados da ANPPREV têm vantagens exclusivas
ANPPREV DIVULGA - Informação da DAJ
Asaclub tem vantagens para você
Eleições para Conselho Superior da AGU foram suspensas
ANPPREV participa de audiência pública sobre situação da GEAP
REUNIÃO DO CONSELHO E ASSEMBLEIA GERAL REALIZADAS EM BRASÍLIA
ENTIDADES DO FÓRUM NACIONAL DA ADVOCACIA PÚBLICA FEDERAL SE REÚNEM EM BRASÍLIA
ANPPREV sedia Encontro de Procuradores do INSS
Previdência complementar: prazo de migração acaba em julho de 2018
STF vai decidir sobre férias de 60 dias para membros da AGU
MOVIMENTO NACIONAL PELA ADVOCACIA PÚBLICA PROPÕE CARTA DE COMPROMISSO PARA CANDIDATOS


      

© ANPPREV 2018 - Associação Nacional dos Procuradores e Advogados Públicos Federais

Endereço   SAS 06 Bloco K - Ed. Belvedere - Grupo IV    Brasília/DF    CEP   70070-915
Telefone: 61 3322-0170 | 0800 648 1038

Área do Associado     Seja um associado       Privacidade


A experiência que faz a diferença.
ANPPREV   61 3322-0170 | 0800 648-1038
0418