A ANPPREV é uma entidade filiada:
ANPPREV
Notícia

Temer vai manter reajuste dos servidores públicos

  30/08/2018
  07:22
  Atualizado em 31/08/2018 10:42

Apesar de, dias atrás, sinalizar que aprovaria proposta da equipe econômica de adiar o reajuste salarial dos servidores civis, o presidente Michel Temer decidiu manter o aumento do funcionalismo no próximo ano.

Os cálculos do governo alegavam que a medida poderia gerar uma economia de R$ 6,9 bilhões e ajudar a fechar as contas em 2019, mas a manutenção do reajuste foi confirmada nesta quarta-feira (29) por dois assessores diretos do presidente da República, ao blog G1.

Além de manter o reajuste dos servidores civis, o presidente determinou à equipe econômica do governo tomar as providências para viabilizar o aumento salarial autoconcedido dos ministros do Supremo Tribunal Federal, de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

Para bancar parte do gasto extra, Temer fechou acordo com o STF para acabar com o auxílio-moradia, no valor de R$ 4,7 mil, para a magistratura.

O custo extra do Judiciário será de R$ 930 milhões, porem, com efeito cascata em todo setor público de quase R$ 4 bilhões.

Uma vez aprovada a revisão pelo Congresso, o tribunal julgará o caso relatado pelo ministro Luiz Fux sobre o tema.

Orçamento

Segundo os assessores ouvidos pelo G1, a proposta de Orçamento da União de 2019, que será enviada ao Congresso na sexta-feira, último dia do prazo legal, manterá o reajuste salarial dos servidores civis no próximo ano.

Segundo esses auxiliares, três argumentos pesaram na decisão do presidente: O primeiro é que nenhum dos candidatos à Presidência está defendendo a medida. Ou seja, se aqueles que podem ser o próximo presidente não demonstram interesse na medida, por que Temer deveria se desgastar propondo algo que o novo ocupante do Palácio do Planalto pode não cumprir?

Segundo, medida semelhante foi proposta no ano passado e foi barrada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski.

Por último, assessores lembram que o próprio presidente negocia com ministros do STF uma forma de viabilizar o aumento de salários dos magistrados no ano que vem. Não faria sentido aprovar aumento do salário dos juízes do Supremo e adiar o dos servidores.

Para a matéria completa, acesse aqui



Ver todas...


      

© ANPPREV 2019 - Associação Nacional dos Procuradores e Advogados Públicos Federais

Endereço   SAS 06 Bloco K - Ed. Belvedere - Grupo IV    Brasília/DF    CEP   70070-915
Telefone: 61 3322-0170 | 0800 648 1038

Área do Associado     Seja um associado       Privacidade


A experiência que faz a diferença.
ANPPREV   61 3322-0170 | 0800 648-1038
0537