Marc Fazer login
TCU

Apreciação de denúncia contra honorários segue suspensa


Ministro Bruno Dantas voltou a requerer adiamento da deliberação, durante sessão realizada na tarde desta quarta-feira, 18 de novembro
  18/11/2020
  Atualizado em 27/11/2020



Segue suspensa a apreciação, pelo Plenário do Tribunal de Contas da União (TCU), do Inquérito TC 027.291/2018-9, referente à percep­ção de honorários pelos advogados públicos. Após término do período do pe­dido de vista coletiva, apresentado em setembro, o ministro Bruno Dantas voltou a requerer o adiamento da deliberação, durante sessão realizada na tarde desta quarta-feira, 18 de novembro.

De acordo com Dantas, o requerimento tem como motivação a “economia processual”, uma vez que o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6053, em fase de embargos de declaração no Supremo Tribunal Federal (STF), pode repercutir na análise do tema pelo TCU.  

O Inquérito apura denúncia - contra o Conselho Curador dos Honorários Advocatícios (CCHA) - que defende a natureza pública (não privada) dos ho­norários e do próprio CCHA e alega a indevida inclusão de encargos legais; a não ob­servância do teto constitucional na distribuição da verba; a ilegalidade da retenção, pelo Conselho, de 5% do montante arrecadado; contratações sem licitação e sem respeito a normas de direito públi­co; e irregularidades nos editais de eleições para conselheiros.

Assista abaixo.  

 





    

© ANPPREV 2020 - Associação Nacional dos Procuradores e Advogados Públicos Federais

Endereço:  SAUS 06 Bloco K - Ed. Belvedere - Grupo IV, Brasília/DF, CEP 700.70-915
Telefones: 61 3322-0170 | 0800 648 1038

Fazer login | Seja um(a) Associado(a)


Nova ANPPREV - A prioridade é você!
Inatto